SOBRE O AUTOR

Sou Décio de Brong Mattar, nascido em maio de 1954 , filho de mãe americana e pai descendente de libaneses, portanto sem nenhuma ascendência grega. Médico formado pela Faculdade de Medicina da Fundação do ABC, em São Paulo, fiz residência e doutorado em Oftalmologia, na Clínica Oftalmológica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo,  onde trabalho até hoje. Turismo é meu hobby. 
Na infância, viajei muito para os Estados Unidos e México - onde morava minha avó materna. Em 1981, senti aguçar minha curiosidade pela Europa. Visitei os mais diversos países. Costumava passar  aproximadamente um mês em um único país,  sempre de carro de modo a conhecê-lo em minúcias. A Grécia tornou-se meu destino predileto a partir de 1992. A época escolhida sempre foi a de maio-junho e setembro, os melhores meses para o turismo no país. Desde então, ano a ano visito as mais diferentes regiões da Grécia.  Neste período, muitas vezes em duas viagens por ano, pude conhecer quase 100 ilhas, além de praticamente toda a região do continente. Meu coração hoje bate intensamente por esse país maravilhoso.

Na Grécia encontrei minha identidade. Fiz inúmeros amigos pelas diversas cidades por que passei, alguns deles considero hoje como verdadeiros irmãos. Pouco a pouco, descobri o modo sublime de viver e sábio de pensar do povo grego. Graças a um ano de aulas com o meu amigo e mestre Loukas Velentzas (advogado, músico e professor de grego, que viveu cinco anos no Brasil) e à incansável ajuda dos amigos gregos, aprendi o idioma. Apaixonado por música desde criança, logo identifiquei a riqueza dos diferentes ritmos das canções gregas, os lindos poemas que são suas letras.  No meu conceito, as mais lindas e sensíveis melodias do mundo, desde as antigas Rebétikas até a música grega moderna, passando pelo Zebékiko, Syrtaki, Xassápiko etc. Um som incomum, que traduz uma perfeita harmonia entre o mundo oriental e ocidental - o que por sinal é compatível com sua posição geográfica. A expressão corporal das diversas danças gregas foi outra coisa que me fascinou. 

Criei o gosto pela culinária local e pelos deliciosos vinhos gregos, além de apreciar as diferentes bebidas típicas como o ouzo, o tsípouro e o rakí, aos quais fui  apresentado pelos amigos. 

Em cada detalhe, a paixão pela Grécia e pelo seu povo foi aumentando dentro de meu coração. Nesses anos em que tenho visitado freqüentemente o país, a minha cultura se multiplicou. Aprendi muito da história da Grécia e do mundo. Descobri locais maravilhosos, alguns  desconhecidos pela maioria dos estrangeiros: ilhas e praias paradisíacas, inexploradas pelo turismo; paisagens montanhosas que nada deixam a desejar às mais famosas estações de inverno da Europa; a origem e o significado de muitas palavras do idioma português; a paixão pela música e pela culinária e, principalmente o carinho e a simpatia de seu povo pelo Brasil (para se ter uma idéia desta identidade, em 1998 assisti ao jogo de estréia do Brasil, na Copa do Mundo da França, em Atenas. Senti como se estivesse no Brasil, tal o número de carros perfilando com a bandeira brasileira pelas ruas do centro). 

Depois de conhecer quase toda a Grécia, formei um grande acervo de fotos, inspiradas em sua maioria pelo fascínio que a beleza do local exerceu sobre mim.  Entusiasmado por diversos amigos e em especial pelo estímulo incondicional do saudoso colega oftalmologista Dr. Konstantinos Dimitrios Lambrinidis -  a quem dedico este site -, decidi fazer um guia turístico sobre esse país, cuja visita é bem mais que recomendável.

Na Grécia , atice seus órgãos dos sentidos. O olfato é brindado com os cheiros mais deliciosos do mundo, sejam das flores ou dos alimentos; seus olhos vão se deparar com as paisagens mais fascinantes; sua audição se envolverá com o som único da música grega; seu paladar vai provar a deliciosa cozinha mediterrânea e seu tato... use-o para sentir o calor humano de um povo de sabedoria milenar.

Espero que o site agrade a todos que procurarem informações do país dos deuses, bem como aceito críticas e sugestões para sua melhoria. 

Bem-vindos!!! Desejo que naveguem como se estivessem rodeados pelas águas tranqüilas dos mares gregos...

E QUE COMECEM A PLANEJAR O ROTEIRO E A FAZEREM AS MALAS !!!!!

 

Konstantinos Lambrinidis (entre Clio, sua esposa, e Vitória, neta do casal) foi o maior entusiasta e divulgador do guiagrecia.com.br, em razão do carinho que tinha por mim e pela admiração por um não-grego, como eu, tão apaixonado por sua pátria. Infelizmente, o Kosta nos deixou muito precocemente, em 2007, aos 61 anos. Sua marcante presença, no entanto, continuará constante neste site e em minha vida, por todos os ensinamentos que me deixou. Que descanse em paz, grande amigo. 

 

Den exei sidera - Sakis Rouvas